CARRINHO
(vazio)

Blog Suplemento + Barato

Ômega 3 - O que é, efeitos e como tomar

09/11/2016 | Categoria: Alimentação Saudável

Existem basicamente dois tipos de gordura, que são as gorduras saturadas e as gorduras insaturadas. As gorduras saturadas são basicamente as gorduras animais, encontradas em leite, carne, ovos e também o óleo de coco. Podemos dividir as gorduras insaturadas em dois tipos: gorduras monoinsaturadas, que como exemplos temos o azeite de oliva, óleo de amendoim e óleo de macadâmia. E as gorduras poli-insaturadas, onde temos a gordura de peixe, óleo de soja, óleo de girassol, óleo de linhaça como exemplos.

Assim como existem os aminoácidos essenciais, que são os aminoácidos que o corpo não consegue sintetizar e necessita deles através da alimentação, existem duas gorduras essenciais, que são o ácido linoleico (LA) e ácido alfalinolênico (ALA). O LA é conhecido como ômega 6 e o ALA é conhecido como ômega 3, e tanto o ômega 3 quanto o ômega 6 são gorduras predominantemente poli-insaturadas.

Tanto o ômega 3 quanto o ômega 6 são importantes em nossa dieta, no entanto você provavelmente já ouviu falar muito sobre a importância do ômega 3 mas pouco do ômega 6. O que acontece é que deve haver um balanço na ingestão dessas gorduras, mas a dieta tipicamente ocidental contém muito mais ômega 6 do que ômega 3, então muito se fala em obtenção de ômega 3 extra através da suplementação. Apesar de não haver um consenso em qual deve ser a relação "perfeita" entre o consumo de ômega 6 e ômega 3, essa relação fica entre 2:1 a 4:1, no entanto na dieta ocidental típica essa relação fica geralmente em 10:1 ou acima disso, indicando que consumimos muito ômega 6 e pouco ômega 3.

Como o ômega 6 possui propriedades pró-inflamatórias, uma dieta com muito ômega 6 e pouco ômega 3 leva a problemas de saúde relacionados a essa propriedade, como artrite/artrose e quaisquer outros problemas relacionados a inflamações no corpo. Isso não quer dizer que o ômega 6 seja ruim, quer dizer que deve haver um balanço, como foi dito anteriormente, no consumo de ômega 6 e ômega 3. O ômega 3 tem por exemplo a propriedade de deixar o sangue mais fino, e o ômega 6 de deixá-lo mais grosso, por isso se você usar uma dose exagerada de ômega 3 o seu sangue poderá ficar muito fino, deixando-o propenso a hemorragias. Por essa razão, se você utiliza algum medicamento que afine o sangue, como aspirinas, não deve fazer uso da suplementação extra de ômega 3, a não ser que autorizado pelo seu médico.

Qualidade do Óleo de Peixe

Um fator muito importante que deve ser levado em conta é a qualidade do óleo de peixe. Primeiramente, alguns peixes possuem alto teor de contaminação por metais pesados como mercúrio, e você certamente não vai querer ingerir isso no seu óleo de peixe. Felizmente existem técnicas de processamento do óleo de peixe que retiram essa e outras impurezas. Porém fique atento para escolher uma marca de óleo de peixe que use tecnologia de ponta no processamento do óleo, seja em softgel, cápsulas ou líquido.

Outro fator é a oxidação do óleo. É fato que o consumo de óleos oxidados faz muito mal para a saúde. Portanto ao escolher seu óleo de peixe deve ser procurado um que utilize uma técnica de extração a frio, onde o óleo praticamente não é esquentado (isso também vale para outros óleos como azeite de oliva, procure por extraído a frio ou \"cold pressed\" na embalagem), e se for utilizado o óleo na forma líquida, o envasamento do óleo deve ser feito na origem de onde o peixe é pescado para evitar ao máximo a oxidação. Se o seu suplemento de ômega 3 está lhe dando fortes arrotos desagradáveis com gosto de peixe é bem provável que não seja de qualidade, no entanto é comum um pequeno gosto de peixe nesses suplementos, principalmente em pessoas com estômago sensível. É interessante testar várias marcas e notar qual delas lhe dará menor sensação desagradável. Uma boa dica é armazenar o produto na geladeira.

Benefícios do Ômega 3


Os principais benefícios do ômega 3 incluem atividade anti-inflamatória, fortalece as juntas e articulações, colabora para evitar o entupimento dos vasos sanguíneos, auxilia na redução dos níveis de colesterol e triglicerídeos e também redução da pressão arterial, aumentando as chances de uma vida sem doenças ou problemas no coração. Os benefícios do ômega 3 estendem-se também para a redução do risco de desenvolver diversas doenças, como diabetes, derrames, asma, alguns tipos de câncer, etc.

O ômega 3 também age nos cabelos, unhas e pele, hidratando e protegendo a pele contra os raios ultravioletas, aliviando inflamações e prevenindo a acne, e ainda fortificando as unhas e os cabelos.
Além disso, o ômega 3 melhora a atividade cerebral, e quando consumido em quantidades certas, pode ajudar no processo de emagrecimento.

Riscos

O ômega-3, em níveis muito elevados no sangue, pode provocar tumores como o da próstata, aponta uma revisão de estudo. O excesso de ômega-3 pode aumentar a suscetibilidade de infecções no organismo, acumula gordura no fígado, que não filtra.O fígado não trabalhando, pode provocar a Cirrose Hepática não alcoólica e, assim, provocar o tumor.

Como consumir

Recomenda-se a ingestão de pelo menos 2 porções de peixe por semana, mas se for possível incluir outras fontes de ômega 3 maiores serão os benefícios. Os peixes devem ser assados, cozidos ou grelhados. Não se deve fritá-los, pois este processo destrói para do ômega 3, além de ser mais saudável.

Não existe atualmente uma dose oficialmente recomendada de ômega 3 como existe para outros alimentos. No entanto geralmente a dose mínima fica geralmente em torno de 1000mg de EPA+DHA por dia, dose que pode ser dobrada ou triplicada, principalmente se você estiver enfrentando alguma doença relacionada como artrite/artrose, doença do coração ou mental, entre outras, e também se você se submete diariamente a intenso esforço físico. Note que essa dose é de EPA+DHA combinado, e não simplesmente de ômega 3.

Deve ser usado logo antes ou logo depois das refeições para evitar desconforto estomacal.

O que observar ao comprar

Primeiramente deve-se ter certeza de que se trata uma marca de qualidade para não estar ingerindo metais pesados e óleo oxidado. Deve-se dar preferência a óleos líquidos ao invés de cápsulas ou softgels, pois para manufatura das cápsulas ou softgels o óleo acaba sendo esquentado, o que ajuda na sua oxidação. Se você tem medo do gosto ruim do óleo líquido, saiba que você mal consegue perceber o gosto de peixe nos produtos atuais, e causam menos arrotos de peixe em comparação às cápsulas ou softgels. Além disso, a concentração de ômega 3 é maior na forma líquida. Caso mesmo assim prefira as cápsulas, fique de olho na concentração de EPA+DHA delas. A maioria dos suplementos possuem cerca de 180mg de EPA e 120mg de DHA por cápsula, prefira suplementos com dosagens maiores.

O óleo de fígado de bacalhau (cod liver oil) também é uma boa escolha pois contém vitamina A e vitamina D, mas você deve ficar atento para não pegar uma marca que contenha muita vitamina A, principalmente se você já usa outro suplemento que contenha vitamina A, pois essa vitamina em grandes quantidades é tóxica ao nosso organismo, principalmente para crianças. Nunca dê nenhum suplemento que contenha vitamina A principalmente para crianças sem consentimento de um médico.

Não se esqueça de que você deve evitar a suplementação de ômega 3 se estiver usando algum medicamento que afine o sangue, como aspirinas. Consulte seu médico antes de iniciar qualquer programa de suplementação.

Onde comprar

Nós da Suplemento Mais Barato trabalhamos apenas com as melhores marcas de suplementos do mercado nacional e internacional, e com o Ômega-3 não poderia ser diferente. Agora que você já conhece todas as suas propriedades, visite nosso site e conheça as marcas com as quais trabalhamos e confira nossas promoções!



Comentários: